Embaralhou tudo: tirinhas do Laerte



Post breve: há alguns meses, as tirinhas do Laerte, publicadas no jornal Folha de S. Paulo tem me inquietado. Diferente do que fazia na maior parte do material de Piratas do Tietê, Hugo, Overman e outros trabalhos, o quadrinhista anda numa onda de fazer tirinhas nada convencionais. Aboliu a idéia de "tiro certeiro" que envolve o formato - de contar, de forma rápida e clara uma história. Laerte tem feito o trabalho onírico, com enredos e ilustrações surreais. Ao invés da velha comédia, agora a coisa parace estar num campo de um drama existencialista ou alguma viagem do gênero. Nem tudo se compreende, nem tudo é bom. Ainda assim, é um trabalho a ser conferido. Afinal, me parece que o formato tirinha anda demasiado "tradicionalista" [engessado, para ser mais rigoroso].

Um comentário:

Fabianny disse...

Curioso. gostaria de ver mais...

Postar um comentário